Modalidades

Regras

Últimos posts

Você conhece o Pack de Esportes na Escola?




Recebemos uma oferta excelente do DVDs Sports e vamos repassar para os leitores do blog: 20% de desconto no pack completo de treinamento em esportes na escola.

O pack completo de esportes na escola foi criado com os principais esportes que são ensinados nas escolas de todo o país. Nele, temos DVDs dos seguintes esportes: Futsal, Futebol, Handebol, Voleibol, Natação e Basquete. São seis esportes e vários DVDs que mostram tática, técnica, fundamentos e iniciação desses esportes.


Pelo formato de nossa educação, a iniciação esportiva da criança acontece na escola. Então nada melhor do que o professor conhecer os esportes que são mais praticados!

Falando um pouco mais sobre o kit, são 30 dvds gravados na hora da compra, com muito ensinamento em esportes e o preço deles todos juntos é inacreditável.O frete é por conta deles.

Sobre a OFERTA PARA LEITORES DESSE BLOG:

Se você pagar pela linha digitável abaixo, você tem o desconto de 20% até o final de julho.  O valor do kit, que é R$ 299,00 vai para R$ 239,00.  O desconto é exclusivo para leitores do blog!



PAGUE PELA LINHA DIGITÁVEL: 

 
39994.10875     52693.200686     79551.000023     1     00000000000000
Valor: R$ 239,00.

 Uma vez pago, agilize a entrega. Mande o comprovante e o seu endereço para dvdsports@gmail.com

Se você preferir pagar adquirir por cartão ou outra forma, basta clicar no botão abaixo:



* Os dvds estão em Português, Espanhol e Inglês.
* Tire todas as suas dúvidas pelo email dvdsports@gmail.com


Este post é um artigo patrocinado.

5 dicas para evoluir no Mountain Bike


O Mountain Bike, conhecido no bom português como o ciclismo de
montanha, surgiu na década de 1960 nos Estados Unidos. Este esporte é
dividido em várias modalidades, como: Downhill, 4X, Freeride, Trial,
Trip Trail (Maratona), Uphill e Enduro de Regularidade.

Independente da modalidade que você pratique, segue 5 dicas para
melhorar sua performance:

1 - Devagar na aventura

O Mountain Bike é um esporte dinâmico, ao qual o atleta consegue
pedalar por locais totalmente diferentes e no anseio de desbravar
trilhas novas esta aventura pode se tornar algo perigoso. Muito
cuidado ao percorrer novos caminhos, pois você percorrer trechos de
grande dificuldade técnica e consequentemente causar um acidente. Faça
uma boa leitura no terreno, respeite os seus limites e não vá sozinho
conhecer novos percursos.

2 - Ouça os mais Experientes

Se você esta iniciando nas trilhas capte o maior número de informações
a respeito deste maravilhoso esporte. Atletas mais experientes muitas
vezes passaram por situações que poderão servir de lição para as suas
pedaladas.

3 - Escolha a bicicleta correta

O ciclismo é um esportes bastante democrático, pois permite atletas de
diferentes condições e com equipamentos diferentes se juntarem para um
pedal. Contudo, dependendo da situação a bicicleta pode te deixar na
mão. Se a trilha for de muita dificuldade técnica vai exigir muito do
equipamento, algo que poderá limitar bastante o seu desempenho.

4 - Comece com a primeira pedalada

Algo que parece bastante óbvio, mas que muitos esquecem ao programar o
pedal. Pedalar requer habilidades e necessidades específicas, por isso
não pule etapas. Algumas pessoas desistem do ciclismo simplesmente
porque criaram desafios além da sua capacidade. Respeite a sua atual
condição física e técnica e tenha em mente que algo que hoje esta
distante pode se tornar próximo no decorrer do tempo.

5 - Não esqueça os equipamentos de segurança

Capacete e luvas, por exemplo, devem ser utilizados em todos os
pedais. Se não estiver acostumado, acostume. Se achar feio, ache ao
menos importante. Quem não os utiliza pode não ter a segunda chance.
Segurança é primordial.

Entenda como funciona e quais as regras do Polo Aquatico



O nome polo aquático vem da semelhança com o polo, esporte praticado em terra firme com cavalos, mas a versão aquática, em vez de cavalos era praticada com canoas na Inglaterra do século XIX . E as comparações não param por aí, o esporte, que no início era tido como uma versão do futebol, tanto que era chamado de futebol aquático,  também já foi comparado com o rugby por ser uma modalidade de  muito contato. Na versão moderna, os atletas em vez de se movimentar com canoas, usam as pernas e braços para se movimentar dentro d'água e tentar marcar gols. E é sobre esse esporte que exige muita habilidade dos atletas que iremos falar neste capítulo de "Por dentro da Regra".
O polo aquático foi o primeiro esporte coletivo a entrar no programa olímpico. A estreia foi no ano de 1900 nos Jogos de Paris, porém só na versão masculina. O polo feminino estreou somente um século depois, em Sidney, 2000.
E por falar em estreia, os Jogos do Rio de Janeiro marcará a primeira participação da seleção feminina de polo aquático em Olimpíadas. Os homens participaram sete vezes do torneio. A primeira participação foi nos Jogos da Antuérpia-1920.  O melhor resultado foi o 12º lugar em Los Angeles-1984, última vez que a equipe brazuca disputou os Jogos.
Apesar de não ter tanta tradição no esporte, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) fez um projeto para tornar possível a conquista da primeira medalha para o Brasil na modalidade.
"No masculino, o treinador é um croata (Ratko Rudic), ele tem seis medalhas olímpicas como treinador e atleta. O objetivo dele é de ganhar uma medalha nos jogos. Ganhar da Croácia, da Itália e Sérvia é difícil, mas não impossível. Os nossos jogadores estão jogando nas principais ligas no mundo e ainda repatriou o Felipe Perrone, um dos melhores do mundo, que é brasileiro e espanhol. O goleiro é sérvio e está sendo naturalizado", disse o treinador Mike Moraes, treinador da seleção amazonense de polo  aquático.
Já no feminino, que tem a seleção norte-americana e australiana como favoritas, ele diz que a vinda do treinador canadense Pat Oaten trouxe evolução ao time Nacional.
Em termos de evolução, a seleção evoluiu bastante. Se fosse ver a seleção há três anos houve uma evolução muito grande. Pode ser que chegue entre as seis ou não, a esperança maior é no masculino até porque tem mais jogadores de renome nacional

Bola aderente
A bola utilizada nas partidas de polo tem uma textura diferente. Ela é áspera e quando molha é aderente. Ela não é como a bola de futebol, que é lisa, ela tem uma aspereza. A bola de Polo Aquático deve ter entre 400 e 450 gramas de peso. O diâmetro deve ficar entre 68 e 71 centímetros. A bola usada no masculino é ligeiramente maior à bola utilizada no feminino. As dimensões da piscina é de 30m x 20m para homens e 25x 20m para as mulheres. Os jogadores não podem segurar a bola com as duas mãos e nem socá-la. Também não podem usar os dois braços na hora de uma defesa próximo à zona dos 5m.

Pernas para que te quero
Apesar do esporte ser na água, os nadadores utilizam muito as pernas. Isso porque além do nado, eles precisam se manter em pé na piscina e adquirir impulsão para pular e arremessar a bola, para isso, na piscina  as pernas se movimentam para garantir isso. O movimento é parecido com o de uma pedalada e garante a posição em pé e a impulsão. Quanto mais rápido é feito o movimento, mais altura o atleta ganha. De acordo com o técnico Mike Moraes alguns atletas conseguem ficar com meio corpo para fora da água com o movimento. E por falar em membros inferiores, os atletas são proibidos de tocar com os pés no fundo da piscina, que tem no mínimo 2m de profundidade, mas o treinador garante que em competições internacionais a profundidade já é maior devido à altura de alguns atletas, sobretudo, sérvios e croatas.

Faltas
Existem as faltas simples, graves e gravíssimas e faltas de pênalti. As faltas simples consistem em segurar a bola com as duas mãos ao mesmo tempo, manter a bola sob a água, impulsionar-se no fundo da piscina, empurrar o adversário. Faltas graves são nadar sobre as pernas de um jogador de outra equipe, puxar as pernas de um adversário que está nadando, impedir com os braços a natação de um adversário, jogar água no rosto do adversário, impedir que um adversário cobre uma falta. A punição é exclusão de 20 segundos. O jogador que cometer três faltas graves em um único jogo não terá o direito de retornar à partida. A falta de pênalti é quando uma falta grave é cometida para impedir um gol provável. Cometer três pênaltis é como cometer três faltas graves. As faltas gravíssimas são configuradas como agressão, desacato extremo aos árbitros e antidesportivismo.

Uniforme
Os atletas devem utilizar as toucas com proteções nas orelhas, que têm na frente o nome da equipe - ou da seleção - que representam. Nas laterais ficam os números dos atletas, que vai do 1 ao 13 e na parte de trás o patrocínio. Os homens utilizam sungas, um pouco menores que o usual para diminuir a chance de puxões na roupa - que é frequente durante a partida. As mulheres usam maiôs. Quanto à cor, as toucas devem ter um contraste entre uma equipe e outra, cores claras e escuras são os mais usuais (geralmente brancas para um time e azuis para o outro). Os goleiros usam toucas vermelhas.
Goleiro
Os goleiros são os únicos jogadores que podem socar a bola, pegar com as duas mãos e colocar os pés no chão, desde que não estejam em posse de bola. Eles guardam um gol que tem as dimensões de 7,5cm de largura. As faces internas do poste deverão se distanciar em 3m (serão 3m de largura para a bola passar, fora a largura das traves em si). A face interna do poste transversal (travessão) deverá estar a 90cm da superfície da água. Na piscina existem as seguintes marcações: Vermelha: colocada a 2m da linha do gol. Dentro desse espaço os jogadores não podem receber passes ou permanecer dentro da área por muito tempo. Os cantos são cobrados da linha dos 2m. Amarela: colocada a 5m da linha do gol. Dentro desse espaço, as faltas (simples ou graves) não podem ser cobradas diretamente à baliza.

Provas da Ginástica Artística Feminina


https://p2.trrsf.com/image/fget/cf/460/0/images.terra.com/2016/04/17/selecaobrasileiraginasticaolimpicaeventotesterio17042016divulgacaocbg.jpeg

As mulheres disputam provas em quatro aparelhos diferentes. Os aparelhos femininos são o solo, o salto de cavalo, a trave olímpica e as paralelas assimétricas. Nestes aparelhos, durante as apresentações femininas,as ginastas procuram demonstrar a sua força, domínio, flexibilidade e graciosidade.

Barras assimétricas

http://imguol.com/2012/07/31/romena-larisa-andreea-iordache-faz-um-movimento-de-largada-durante-sua-apresentacao-nas-barras-assimetricas-durante-a-final-feminina-por-equipes-da-ginastica-artistica-1343754583816_956x600.jpg

    Este aparelho, é atualmente fabricado com fibras sintéticas e, por vezes, material aderente. O seu posicionamento é, a mais alta a 2,36 m de altura e a mais baixa a 1,57 m. A prova é composta por uma série de movimentos obrigatórios, tal como os restantes aparelhos. A posição das duas barras em diferentes alturas possibilita à ginasta um leque variado de movimentos, mudanças de pegas e alternância entre as barras. A execução de alguns movimentos também é facilitada através da propriedade de flexibilidade do aparelho.
Trave olímpica

http://i0.statig.com.br/bancodeimagens/dd/o2/4u/ddo24ugoruyyqds5aacco1o5x.jpg

    A trave é um dos dois aparelhos de execução unicamente feminina. A trave em si é uma barra revestida com material aderente, situada a 1,25 metros do chão, com cinco metros de comprimento e dez centímetros de largura, onde a atleta deve equilibrar-se e realizar saltos gímnicos, elementos acrobáticos e pivots.

                                                                 
Solo

http://3.bp.blogspot.com/-UnqnWc_FWHM/T04rHqMWzoI/AAAAAAAAA00/ItcY2ffkzgc/s1600/solo+feminino.jpg

    O solo, enquanto aparelho, é um estrado de 12x12m feito de um material elástico que amortece eventuais quedas e ajuda ao impulso dos saltos acrobáticos e gímnicos. Como modalidade, os exercícios têm uma duração de 70 a 90 segundos para as mulheres. Durante a prova, são realizados movimentos acrobáticos e gímnicos anteriormente pontuados (nota de partida). Os exercícios femininos têm a particularidade de incluir acompanhamento musical instrumental.

Salto

http://www.cbginastica.com.br/sgc/imagem/noticia/72/ori_70bed78f733f5d7756d3f2616758b181.jpg

    O salto de cavalo é a prova mais rápida da ginástica artística. Dura aproximadamente 50 segundos, incluindo apenas o momento dos dois saltos aos quais o ginasta tem direito. A prova é composta por uma pista de corrida de 25 metros, que termina num trampolim de impulso e finalmente na mesa de saltos – de dimensões 120 x 95 cm. O salto é considerado um evento de explosão muscular, possuidor de uma margem mínima para erros.

Em 1896, a ginástica passou a integrar o quadro de provas do primeiro Jogos Olímpicos de Atenas. É importante dizer que nessa época apenas os homens participavam dessa categoria, constituída por seis provas individuais: argolas, barra horizontal, barras paralelas, cavalo com alças, salto sobre o cavalo e subida a corda. Foi apenas em 1928 que as mulheres passaram a competir na ginástica, por equipes, em provas olímpicas. A inserção das provas individuais só aconteceu em 1931.

Importância do líbero num ataque no Voleibol


http://lapipe.bligoo.com/media/users/19/955289/images/public/215340/libero.jpg?v=1366633067681

Uma recepção falha no voleibol equivale ao ponto do adversário...

Essa frase reflete bem a importância da recepção no voleibol moderno, pois a recepção em boas condições possibilita ao levantador a utilização de todas as armas que tem a disposição para tentar vencer o bloqueio adversário, (que esta cada vez mais eficaz). É ai que entra o papel do libero na partida de voleibol, pois é responsabilidade dele, sempre que for possível, fazer com que essa bola chegue sempre em boas condições ao levantador. Ter bons fundamentos no voleibol é fundamental.

O libero participa apenas dos movimentos defensivos e jamais joga nas três posições da zona de ataque (4, 3, 2) durante a rotação, pois sempre que isso esta por acontecer ele é substituído pelo jogador à que ele está substituindo por exigência das regras. As substituições em que o líbero está envolvido não entram no número permitido de substituições por set, que são seis, elas podem ser realizadas indefinidamente e a qualquer momento do jogo, desde que respeitada a normativa de haver um rally completo jogado a cada entrada e saída do líbero.

Kit de 5 dvds de Treinamento em Voleibol

Por ser um especialista em movimentos defensivos o libero têm funções diferentes dos demais jogadores, isso ocasiona algumas limitações nas suas ações durante a partida. Essas limitações de um modo geral acontecem para que o líbero seja aproveitado única e exclusivamente na sua função de origem e não tenha descaracterizada sua principal função que é defender e ser o receptor/defensor principal da equipe. Uma regra que exemplifica isso é o fato de o líbero não poder realizar toque, que represente ato de levantamento, dentro da área dos três metros, isso pode ser explicado pelo fato de que ele poderia ser um substituto do levantador durante a partida o que tiraria ele de sua principal função.

Mesmo sendo um jogador de defesa, o líbero trouxe uma melhora maior nos movimentos de ataque do que nos próprios movimentos de defesa. Um passe mais aprimorado a bola chega em melhores condições para que o levantador tenha maior tempo, espaço e precisão na preparação das jogadas para os atacantes, podendo dar mais velocidade e criatividade ao jogo, tornando-o mais dinâmico e belo.

Utilidade Pública: Como evitar e se prevenir do H1N1?


   http://www.dicasdemulher.com.br/wp-content/uploads/2016/04/h1n1.jpg

A melhor forma de enfrentar qualquer uma das doenças que afetam o Brasil neste momento (H1N1, dengue, Zika, Chikungunya) é estar com a imunidade alta. Para isso, todos sabemos o que é preciso: dormir bem, alimentar-se bem, evitar o estresse e fazer atividades físicas regularmente.

Considerando essas recomendações básicas, vamos, ainda, saber o que podemos fazer para evitar o vírus H1N1 e nos prevenir dele.

Com a proximidade do frio, o vírus se aproveita dos ambientes poucos ventilados para se multiplicar. O grande trânsito de pessoas pelos países que ainda estão no outono, como Canadá, Estados Unidos e países europeus, trouxe o vírus mais cedo para o Brasil, segundo hipótese levantada por especialistas.

Vacinas contra H1N1

As vacinas contra o vírus estão sendo dadas, mas muita gente tem medo de tomá-las por acreditarem que podem ter reações ou sofrerem dos sintomas da doença com possíveis complicações.

A forma mais eficaz de prevenção do H1N1 é a vacina. Ela não é 100% eficaz, mas protege, sobretudo, o "grupo de risco", formado por crianças, idosos, grávidas e pessoas com doenças crônicas, que pode desenvolver sintomas mais graves, como falta de ar.

A campanha de vacinação começou em todo o Brasil no dia 30 de abril. Procure um posto de saúde próximo à sua casa se quiser tomar a vacina.

Sintomas do H1N1

Os sintomas mais comuns da gripe provocada pelo H1N1, um tipo do vírus Influenza, são: tosse, febre alta, dores no corpo, vômito, diarreia, dor de garganta, coriza e nariz entupido.

Os sintomas da gripe comum e da provocada pelo H1N1 são muito parecidos, por isso, em caso de suspeita, procure um médico para que ele possa fazer o diagnóstico correto.

Prevenção do H1N1

O Ministério da Saúde recomenda evitar locais com aglomeração de pessoas, pois isso reduz o risco de contrair a doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que a principal forma de transmissão não é pelo ar, mas sim pelo contato com superfícies contaminadas. Por isso, o uso de máscaras não evita o contágio, a não ser para quem já está doente, para não transmitir o vírus à outras pessoas.

Outras medidas preventivas são:

1. fazer frequente higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel a 71%. Quando lavar as mãos, retire acessórios como anéis, pulseiras, relógio, pois eles acumulam microrganismos;
2. abra a torneira e molhe as mãos, evitando encostar-se na pia;
3. enxágue as mãos, retirando os resíduos de sabonete;
4. evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
5. seque mãos e punhos com papel-toalha descartável;
6. no caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha para fechá-la;
7. use lenço descartável para higiene nasal;
8. cubra nariz e boca ao espirrar ou tossir;
9. evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
10. higienize (lavar) as mãos após tossir ou espirrar; evite aglomerações;
11. não divida objetos de uso pessoal, como toalhas de banho, talheres e copos;
12. evite tocar superfícies do tipo maçanetas, interruptores de luz, chave, caneta, torneira, entre outros;
13. descarte luvas ou outros equipamentos de proteção individual contaminados ou tocados por mãos contaminadas;
14. não circule dentro de hospital usando os equipamentos de proteção individual, que devem ser imediatamente removidos e descartados após a saída do quarto, enfermaria ou área de isolamento.