Sem visto chinês, Marta pode desfalcar Brasil contra Gana




São Paulo (SP) - A seleção brasileira de futebol feminino poderá ter que decidir a vaga olímpica para os Jogos de Pequim-2008 sem sua principal jogadora. A atacante Marta, eleita melhor do mundo pela Fifa no final da última temporada, ainda não conseguiu o visto para entrar na China, país que receberá o confronto entre Brasil e Gana em 19 de abril.

Por conta do corrido calendário com o seu clube, o Umea, Marta ainda não entregou seu passaporte à embaixada chinesa na Suécia. A camisa dez precisará ter o documento em mãos até pelo menos o dia 6 de abril, já que viaja para a França para encarar o Lyon pelas semifinais da Copa da Uefa.

"Nesta sexta-feira, viajo para a França para o jogo de ida e no dia 6 tem o jogo de volta, que é em casa, mas preciso apresentar o meu passaporte", contou a atacante ao jornal O Dia. "Preciso saber em quantos dias posso tirar o visto e estou preocupada com essa situação, que pode atrapalhar minha ida para a seleção", completou Marta, que deverá se apresentar a Barcellos em 13 de abril.

As tentativas de Marta para ter a situação regularizada, contudo, ainda não deram certo. "Já tentei ligar para a embaixada chinesa aqui na Suécia, que fica em Estocolmo, a uma hora de avião da minha cidade, e já consultei a Uefa se era possível apresentar uma cópia. Mas não é', lamentou.



Comente: