A hora é essa




Geraldo Magela/Arquivo

O caso que vitimou
 o atleta Robson Rocha Costa, do Atlético Deportivo de Guarapuava aconteceu em Guarapuava não foi o único no mesmo estádio. E acredito piamente que não foi o único no Brasil.

Quem pratica esporte amador no Brasil sabe o que é isso. E não digo esporte amador em grandes centros.  Falo de esporte amador em cidades do interior. No caso do Róbson, mesmo ele socorrido rapidamente depois que um fragmento do piso se soltou, atravessou sua coxa e perfurou seu intestino, mas não resistiu e morreu na manhã do dia seguinte.

Quantas quadras, piscinas e espaços espalhados pelo Brasil não tem condições de abrigar uma competição esportiva e mesmo assim são utilizadas? Ginásios mal conservados por causa de chuva, por causa de quebradeira dos próprios torcedores, que não tem luz suficiente, que não tem vestiários e uma infra estrutura mínima para abrigar o tipo de evento que abrigam. 

Thiago Dias/GLOBOESPORTE.COM
Quantas piscinas temos por esse Brasil que tem azulejos soltos, água mal tratada, piso inadequado? Será que hoje quando se constrói ou se reforma uma piscina em clubes espalhados pelo país há um mínimo de critério, respeitando característica de solo, estrutura?

E sabe quando se tem a consciência que há algo errado?  Geralmente quando ocorre uma tragédia como essa. Mas será que é sempre o atleta que tem que pagar? 

A impressão que fica é que o dane-se quem pratica o esporte. Porém oferecer estrutura para que qualquer esporte seja realizado é obrigação do dirigente. É para isso que ele é pago. Pensar em estrutura, realizar eventos são atribuições do dirigente. Assim como o jogador que perde um gol inacreditável é vaiado durante um jogo porque não cumpriu a sua função , o que acaba sendo uma punição, está na hora dos dirigentes que não cumprem sua função começarem a ser punidos.  Seja na esfera cívil ou criminal. 

Não podemos ser o país que sediará eventos grandiosos como Copa do Mundo e Olimpíadas e continuar com estrutura e pensamento de país pequeno. Está na hora do esporte brasileiro crescer. 

Essa é a hora! A hora é essa!


Comente: