História do Futebol de Botão




"As origens de vários jogos foram reveladas através do rastreamento da História da Humanidade com base nos registros preservados ao longo do tempo e outras evidências. Quando isto não é possível, resta-nos apenas suposições ou histórias que não passam de lendas."

Cremos que o Futebol de Mesa se enquadra nesta última hipótese.

Dizem alguns que o Futebol de Mesa seria originário do "Jogo da Pulga", muito praticado na Europa, principalmente na Inglaterra. Consiste em pressionar uma ficha, com outra ficha, de maneira a fazê-la saltar para dentro de um recipiente, como um copo.

Veja aqui exemplos de botões
Compre aqui sua mesa de futebol de botão

Há também quem acredite que o Futebol de Mesa tenha se originado de um jogo popular com três tampas de garrafa. Com um toque de dedo deve-se fazer com que uma das tampas passe entre as outras duas / depois outro toque fazendo outra tampa passar entre as duas e, assim, sucessivamente, / até chegar ao "gol".

As tampinhas arranhavam os móveis, as mães mandavam jogar no quintal mas o chão, áspero, arranhava os dedos. Trocaram-se as tampas por botões mas ficou difícil tocar com o dedo. Melhor era pressionar o botão com outro botão ou com uma ficha e, se o objetivo era chegar ao "gol", por que não usar uma... bolinha?

http://www.shoppingparalela.com.br/wp-content/uploads/2010/05/conteudo_futebol_de_mesa_regras.jpg

A nós, particularmente, esta seqüência é bem mais lógica e mais "aceitável" como origem do Futebol de Mesa. Mas... o que importa é que o "brinquedo" - Jogo de Botão - se tornou um Esporte - Futebol de Mesa - sem deixar de ser um dos brinquedos mais conhecidos e mais vendidos, dados extra oficiais dão como sendo de mais de 1 milhão o número de "Jogos de Botão" vendidos, anualmente, no Brasil.

Do Futebol de Mesa, propriamente dito, sabemos que em 1922 Geraldo Decourt começou a jogar o "Celotex", nome que ele deu ao Futebol de Mesa, porque a mesa onde era jogado era feita de um material importado, usado em divisórias, chamado "Celotex", isto em 1930.

Ainda em 1930 Decourt publicou o primeiro livro sobre as "Regras do Jogo".

A história do Futebol de Mesa no Brasil pode ser contada, resumidamente, através de uma série de datas e eventos.

Fatos que marcaram a evolução deste Esporte que, embora praticado em outros países tais como: Argentina, Portugal, Espanha, etc..., somente no Brasil adquiriu a importância e a organização que fazem com que congregue onze Federações Estaduais na Confederação Brasileira de Futebol de Mesa.

Somente no Brasil se organizou e levou ao sucesso 12 Campeonatos Brasileiros de Futebol de Mesa, reunindo, cada um deles, quase 200 Botonistas, de 7 estados diferentes.

Somente no Brasil o Futebol de Mesa pode se orgulhar de ser um fator de congraçamento nacional, de reunir, ao mesmo tempo, jogadores dos 13 aos 70 anos de idade, de contrapor, nas mesas, Médicos, Professores, Estudantes, Advogados, Engenheiros, Office-Boys, Aposentados, etc., mostrando que:
"O FUTEBOL DE MESA, ACIMA DE TUDO, FAZ AMIGOS !"

Em 1930 Geraldo Decourt publica, pela primeira vez no Brasil, um Livro de Regras de Futebol de Mesas chamava-se "REGRAS OFFICIAES DO FOOT-BALL CELOTEX".

Em 1945 o jornalista Fred Mello, do Rio de Janeiro, cria a Regra do "VAI LEVANDO", que permite um número ilimitado de toques na bola para cada Botonista.

Em 1957, Geraldo Decourt que residia em São Paulo, havia parado de jogar, encontra Eder Jofre que começava no Box profissional. Eder indica a Decourt o Grêmio Dramático Luso Brasileiro, no Bairro do Bom Retiro, onde se reuniam alguns Botonistas. Assim, Geraldo Decourt volta a jogar.

Em 1962 é fundada a Federação Paulista de Futebol de Mesa, entretanto, o funcionamento é muito precário.

Em 1966 Antonio Maria Della Torre começa a jogar no Clube Riachuelo onde conhece Geraldo Decourt.

Em 1966 o Botonista Getúlio (?) funda a Liga Carioca de Futebol de Mesa.

Em 1967 Oldemar Seixas (Bahia) e Adauto Celso Sambaquy (Rio Grande do Sul) encabeçam a Comissão que cria a Regra Brasileira de Futebol de Mesa.

Nesta época começa o uso de "tampa de relógio" no Futebol de Mesa. As "tampas" eram na verdade, a cobertura transparente do mostrador de relógios de bolso.

Em 1970 aparecem os botões de acrílico, redondos e com um furo central.

Em 1971 é fundada a Associação Carioca de Futebol de Mesa.

Em 1972 surgem os botões "Brianezi", industrializados por Paulo Brianezi. Eram de acetato de celulóide e decorados com números e escudos dos principais Clubes do Brasil.

Em 1975 Geraldo Decourt, Antonio Maria Della Torre e mais alguns Botonistas fundam o "BOTUNICE" Clube de Botonistas (BOTonistas UNIdos dos Campos Elísios) .

Em 1982 (outubro) é realizado, em São José dos Campos, São Paulo, um Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa. Antonio Maria Della Torre foi o campeão. Em 1983 Antonio Maria Della Torre é eleito Presidente da Federação Paulista de Futebol de Mesa que, a partir de então, passa a atuar mais efetivamente para o esporte.

Em 29.09.1988 o CND (Conselho Nacional de Desportos) dá ao Futebol de Mesa a categoria de ESPORTE.

Em 1989 é realizado o 1º Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa na Modalidade de "12 Toques", promovido pela Federação Paulista de Futebol de Mesa no C.A. Indiano, teve como Campeão o paulista João Luiz Gil.

Em 27.09.1992, em Curitiba, com a presença das Federações Amazonense, Paranaense, Paulista e Pernambucana de Futebol de Mesa, é fundada a Confederação Brasileira de Futebol de Mesa, tendo como Presidente Paulo Roberto dos Santos Albuquerque.

De 30.05.1997 até 06.09.1998 o Presidente, eleito em Londrina, é Elcio Vicente Buratini, reeleito, no Rio de Janeiro, para o período de 07.09.1998 até 06.09.2001.

Em 27.05.1998 falece Geraldo Decourt que, em 17.12.1983 havia recebido da F.P.F.M. O título de "Patriarca do Futebol de Mesa Paulista".

Em 20.06.1998, durante a realização do X Campeonato de Futebol de Mesa, por sugestões do Botonista Izo Goldman, a F.P.F.M. Oficializou a data de 14 de Fevereiro como Dia do Botonista.

A Década de 90 mostrou um grande desenvolvimento do Futebol de Mesa.
Os Campeonatos Brasileiros disputados ininterruptamente de 1989 até 2000, em São Paulo e no Paraná, são um retrato desse desenvolvimento e crescimento do Esporte.

Ainda na Década de 90 A Federação Paulista de Futebol de Mesa que, desde 1980, vinha mantendo grande atividade, patrocina anualmente o Campeonato por Equipes, o Torneio Inicio, o Campeonato Paulista Individual, a Taça São Paulo de Futebol de Mesa, os Torneios Abertos, nas categorias A1, A2, B, Juvenil (para Equipes), e, Ouro, Prata, Bronze, Extra, Juvenil Ouro e Juvenil Prata (para Individuais).

Em 2000 o Futebol de Mesa sofre uma grande perda: falece Antonio Maria Della Torre, às vésperas de sua reeleição para Presidente da Federação Paulista de Futebol de Mesa.

Ainda em 2000 o Deputado Ramiro Neves apresentou na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, um projeto de Lei oficializando o dia 14 de Fevereiro como Dia do Botonista.

Em 14 de Fevereiro de 2001 o Projeto foi aprovado na Comissão de Esportes, faltando apenas ser levado a Plenário e transformado em Lei Estadual.

Em 2001, sob a Presidência de Elvio José de Souza, a Federação Paulista de Futebol de Mesa realiza um trabalho de reorganização total nos seus Arquivos e Registros.
Renova e padroniza o material de jogo, mesas, cavaletes, traves e bolinhas.

Implementa o uso de Computador nos Campeonatos e Torneios e intensifica o apoio aos Clubes filiados, principalmente aos "novos" Associados, tanto em termos materiais como de Assessoria pessoal.

Realiza "Clínicas" de Futebol de Mesa em Clubes que tenham Departamento Esportivo, visando difundir o Futebol de Mesa, o que também é feito com mais intensidade através de Jornais, Revistas e Televisão.

Compre times completos de Futebol de Mesa

Ainda em 2001 consegue uma sala para sede no Conjunto Desportivo Baby Barioni, do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Esportes e Turismo, no Bairro da Água Branca.

Com grande facilidade de acesso, a sede da Federação Paulista de Futebol de Mesa concentrará as atividades do Futebol de Mesa, funcionando como ponto de referência, como local de Reuniões e, contando com o Auditório e Ginásio, poderá sediar Assembléias e/ou Torneios e Campeonatos de Futebol de Mesa.

Algumas federações:

http://www.futeboldemesanews.com.br/images/stories/historia/federac_brasil.jpg

Fonte: EducacaoFísica.com.br

Comente: