Ídolos do Esportes #22 Jaqueline do Vôlei





Jacqueline "Jackie" Louise Cruz Silva (Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 1962) é uma ex-jogadora de voleibol brasileira campeã olímpica em 1996 no vôlei de praia.

http://geraldofreire.uol.com.br/jaqueline_silva_jogadora5363.gif

Voleibol de quadra

Jackie foi levantadora titular da seleção brasileira de vôlei nos Jogos Olímpicos de Moscou em 1980 e de Los Angeles em 1984 - onde foi considerada a melhor levantadora dos Jogos -, após carreira de grande sucesso no vôlei carioca e brasileiro desde os 14 anos de idade, quando ingressou na seleção principal do Brasil.

De temperamento forte a atitudes polêmicas, uma líder nata e sempre lutando pelos seus direitos como mulher e como atleta, Jacqueline envolveu-se em várias disputas com dirigentes da Confederação Brasileira de Voleibol, como, por exemplo, quando se recusou a vestir o uniforme oficial da seleção brasileira com o nome do patrocinador estampado, sem receber nada por isso, numa atitude premonitória do profissionalismo que viria a existir nos esportes olímpicos, mas que na época era visto como um desafio de uma "menina rebelde".

Vôlei de praia

Durante os anos 1980, deixou o Brasil e foi jogar na Europa e na América do Norte, onde começou a participar do vôlei de praia, ou beach volley, então um esporte que virava uma febre. Acabou tornando-se a melhor jogadora de praia dos Estados Unidos - onde virou para os fãs norte-americanos, Jackie Silva, a Rainha da Praia - ganhando inúmeros torneios e conquistando o primeiro lugar no ranking mundial.

No começo dos anos 1990, a então considerada melhor jogadora de vôlei de praia do mundo pelas próprias adversárias, formou parceria com a também carioca Sandra Pires e venceram juntas praticamente todos os torneios dos quais participaram no Brasil e nos EUA.
http://www.arenasports.com.br/atletas_eventos/jackie_silva/02.jpg

Sua consagração definitiva como atleta aconteceu então nos Jogos de Atlanta em 1996, na estréia como esporte olímpico do vôlei de praia, quando ela e sua parceira Sandra Pires tornaram-se as primeiras mulheres brasileiras a conquistarem uma medalha de ouro olímpica em 100 anos de Olimpíadas.

Jacqueline encerrou sua carreira como jogadora profissional e agora dedica-se como técnica de equipes de alto nível e a sua empresa de Marketing Esportivo, realizando palestras, clínicas e eventos. Além é claro, de dedicar-se ao ensino em suas escolinhas para crianças e ao desenvolvimento de projetos esportivos para comunidades menos favorecidas.


Comente: