História do Triathlon




http://ultramaratonas.com/wp-content/uploads/2011/01/triathlon.jpg 

O Triathlon surgiu em 1974 na cidade de San Diego, como forma de treinamento nas férias dos atletas de um Clube de Atletismo, quando os técnicos passavam uma planilha de manutenção física com maior foco na natação e no ciclismo.

Mas inegavelmente o "divisor de águas" foi a realização do Ironman no dia 18 de fevereiro de 1978 como resultado de uma disputa entre militares norte-americanos baseados no Havaí.
Fica a critério de cada um, julgar quem efetivamente foi o "pai da criança", mas quem deu nome e sobrenome a esta fantástica modalidade foi a "prova mãe" do Triathlon, o Ironman.
Conta-se que em Outubro de 1977 alguns "Mariners" reuniram-se no Waikiki Beach Club e entre alguns goles de cerveja, surgiu a disputa sobre qual seria o maior desafio esportivo da região.
Uns diziam que era a travessia a nado de Kailua, com seus 3,9 km. em mar aberto, com águas infestadas de tubarões. Outros afirmavam que a Volta Ciclística do Havaí seria a prova mais difícil, com seus 180 km. em trechos de fortes ventos, sob sol abrasador. Para alguns a Maratona Olímpica do Havaí representava a maior dificuldade para o ser humano, com os 42,195 Km. em trechos de forte calor dos vulcões e outros com o frio e os ventos do pacífico.

Foi quando finalmente um dos militares, o Capitão Collins, que havia participado da prova em San Diego, lançou o "desafio dos desafios", afirmando que, em sua opinião, o verdadeiro "Homem de Ferro" seria aquele que completasse as três provas, sequencialmente e em um só dia.

Como resultado, quinze competidores reuniram-se na manhã fria do dia 18 de fevereiro de 1978 para esta incrível disputa, que foi vencida pelo motorista de táxi John Haley, e deste então atletas de todo o mundo reúnem-se no mês de outubro para uma nova edição do Ironman.

Em 1982 três brasileiros participaram do Ironman: Beto Dolabella, Marco Ripper e Ronaldo Borges e em 13 de Maio de 1983, por influência de Ripper e com a organização da Viva Promoções e Eventos, empresa do grupo Jornal do Brasil, foi realizada a primeira prova oficial da modalidade no Brasil: O Triathlon Café do Brasil, vencida pelo carioca Roger de Moraes.

http://portal.vidadeatleta.com/Recursos/Imagens_CK/images/Olympics+Day+10+Triathlon+-4J0ESgCPwml.jpg 

Nadar, pedalar e correr a pé grandes distâncias. O desafio para descobrir superatletas surgiu num bate-papo entre amigos... Ex-nadador universitário, o americano Jack Johnstone, quase um quarentão, foi apanhado pela febre do início dos anos 70: a de buscar uma vida saudável por meio de exercícios físicos. Então, retomou a malhação com o biathlon - natação e corrida e o incrementou. Ele e o amigo Don Shanahan bolaram uma competição de 18,06 km de extensão: 460m de natação, 8km de ciclismo e uma corrida de fundo de 9,6 km. Em 1974, os sócios de um clube de San Diego, Estados Unidos, foram os primeiros a testá-la. A turma mal agüentou o rojão. Jack, ao encerrar a etapa da bicicleta, não conseguia manter-se em pé. Gemendo de dor, ouvia a gozação: "A idéia foi sua, a idéia foi sua!" Dos 46 competidores daquela prova, um se destacou no triathlon: o 35º- colocado, John Collins, comandante da Marinha norte-americana.


http://www.totalposter.com/tp-images/products/large/asp1msmr.jpg 

Em 78, servindo no Havaí, ele debatia com amigos qual seria o atleta mais completo. Um nadador? Um corredor? Ou alguém de outro esporte? Collins defendia ser um verdadeiro superatleta quem completasse, sem descanso, a travessia a nado da baía de Waikiki (3.900m), a Volta Ciclística de Oahu (180km) e a Maratona de Honolulu (42.195m). E, com tal configuração, organizou o primeiro Ironman (Homem de ferro), no Havaí, com 15 pessoas. Apenas 12 completaram o percurso em mais de 12 horas. A onda pegou e se espalhou mundo afora. Em 1998, 1.500 homens e mulheres de 50 países disputaram o Ironman havaiano. Em 2000, aos 26 anos, o esporte ganhou as cinco argolas olímpicas.

http://otreino.com.br/wp-content/uploads/2010/11/triathlon-corrida.jpg

Na década seguinte, o esporte cresceu muito nos Estados Unidos e, aos poucos, foi tomando conta do mundo. Em 1989, foi criada a ITU (International Triathlon Federation), em Avignon, França, onde foi realizado o 1º Campeonato Mundial. As distâncias oficiais foram, desde então, regulamentadas em: 1500m de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida. Realizam-se anualmente mais de 5000 competições em cerca de 100 países.

O triathlon já esteve oficialmente presente nos XII Jogos Pan Americanos 95 (Argentina), nos VI Jogos Sul Americanos 98 (Equador) e nos XIII Jogos Pan Americanos 99 (Canadá). Esses eventos contaram com a participação da equipe olímpica brasileira.

Modernização

Em 1994, a International Triathlon Union (ITU) e outras entidades oficiais começaram o processo de modernização do triathlon para que pudesse ser incluído nas Olimpíadas. Foram realizadas mudanças nas regras, e o novo regulamento foi usado como oficial nas Olimpíadas de Sydney 2000, com o aval do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Para que o esporte ficasse mais atrativo para o público e a mídia, algumas medidas adotadas pela ITU foram: - Permissão de vácuo (drafting). Em outras palavras, a possibilidade de ficar atrás e muito próximo de outro atleta (vácuo) diminuindo a resistência do ar/água. No ciclismo, ocorre através da formação de pelotões de atletas e, na natação, através da formação de esteiras (pelotão de nadadores). - Adoção do sistema de circuito com voltas (multi-laps system) para natação, ciclismo e corrida - A natação deve ser feita em 2 a 4 voltas, totalizando 1500 metros; - O ciclismo deve ser feito em 4 a 10 voltas, totalizando 40 km - A corrida deve ser feita em 2 a 5 voltas, totalizando 10 km. Existem outros formatos de competição, que não adotam o sistema de circuito com voltas, como a dos Jogos Mundiais da Natureza e as provas promocionais, como o Ironman.

Comente: