O arremesso no Basquetebol




http://www.mocoplast.com.br/blog/wp-content/uploads/2010/10/SKLZ-Shoot-Around-Bem-Legaus-1-300x223.jpg


Assim como saber driblar e passar, arremessar é igualmente importante.

Arremessar durante um ataque demanda muito mais concentração e versatilidade do que treinar arremessos sozinho, mas os fundamentos de um arremesso nunca mudam. Para se tornar um arremessador consistente de qualquer ponto na quadra, você deve dominar as técnicas básicas.

A preparação
A força de qualquer arremesso vem de suas pernas, e não de seus braços. É realmente importante não forçar muito seus braços. Use suas pernas para dar força e seus dedos para tocar. Posicione seu corpo perpendicular à cesta, equilibrando o peso em ambos os pés.

Como eliminar hábitos nocivos

    Conheça seu alcance
    Determinar seu alcance é fácil. No momento em que você não conseguir manter a postura adequada para fazer um arremesso para a cesta, então você terá ido além de seu alcance.
    Fique equilibrado
    Nem mesmo o melhor jogador do mundo pode fazer arremessos de forma consistente quando está desequilibrado. Certifique-se de que seu peso esteja distribuído uniformemente.
    Baseie-se em seu sistema de orientação
    Todo grande arremessador utiliza as mesmas técnicas fundamentais ao soltar a bola. Mantenha seus cotovelos para dentro e a bola de basquete nas pontas de seus dedos e fora da palma da sua mão.
    Dê um tchauzinho (ou "desmunheque")
    Continue até fazer seu pulso dobrar para baixo (desmunhecar). Arremesse a bola para cima e para fora e não diretamente para a cesta.

Arremesso durante um ataque
No final das contas, um ataque é um sucesso ou um fracasso dependendo da habilidade de cada jogador em marcar pontos. Se um jogador estiver fazendo todos os arremessos, então será muito fácil defender-se contra sua equipe.

Aqui estão alguns tipos de arremessos diferentes para treinar:

Arremesso com salto/Arremesso parado
Os dois arremessos mais comuns em qualquer ataque são o arremesso com salto e o arremesso parado. Os mecanismos desses arremessos são basicamente os mesmos, e os jogadores devem estar preparados para arremessar rapidamente.

Posicione-se com os joelhos ligeiramente dobrados e faça o arremesso na direção da cesta. Com o arremesso feito, o movimento termina com as pernas e o braço estendidos. Para o arremesso com salto, pule verticalmente no ar e solte a bola, arremessando-a na direção da cesta no ponto máximo de seu salto.

Arremesso com o auxílio da tabela
Um dos arremessos mais fáceis e menos usados no basquetebol é o arremesso com o auxílio da tabela. Se o seu arremesso sair um pouco desviado, você ainda poderá usar o vidro (tabela) para ajudá-lo. Com os jogadores de defesa pressionando, o uso da tabela é muito mais fácil do que tentar calcular a distância exata de um arremesso curto, de 1,5 m.. Normalmente, use o quadrado na tabela como guia ao arremessar de um dos lados da cesta. Você deve se acostumar a usar a tabela na maioria dos arremessos entre a linha de fundo e o canto de uma das linhas de lance livre.

Gancho
O gancho é outra técnica muito eficiente, mas pouco usada, contra jogadores mais altos. Os fundamentos de um gancho são muito parecidos com os da bandeja. Mas ao invés de saltar com uma perna na direção da cesta, você salta com uma perna verticalmente. Seus ombros não estão voltados para a cesta, mas sim perpendiculares a ela. O que torna este arremesso tão eficiente para jogadores de ataque é que ele é extremamente difícil de ser bloqueado.

Lance livre
Se há um arremesso que todo jogador precisa passar mais tempo treinando, esse é o lance livre. Como ninguém está marcando você durante o lance livre, ele deveria ser um dos arremessos mais fáceis no basquetebol, mas muitos jogadores, incluindo profissionais, sofrem na linha do lance livre. Além de manter a postura adequada, os melhores arremessadores de lance livre desenvolvem um padrão que eles usam todas as vezes em que pisam na linha do lance livre. Alguns jogadores quicam a bola o mesmo número de vezes antes de cada lance livre. Encontre um ritmo e uma rotina que funcionem para você. E treine, treine, treine.



Comente: