Tipos de canoas para a canoagem




As canoas de hoje em dia são apresentadas nos mais diversos materiais, formatos, tamanhos e cores, mas todas têm o mesmo objetivo: manter o canoísta fora da água. Então, o que faz uma canoa flutuar, afinal de contas? As leis da física, como flutuabilidade e densidade, explicam porque uma canoa flutua. De acordo com a flutuabilidade, o peso da água deslocada pela canoa deve ser igual ao peso da canoa para que ela flutue. Este princípio é ligado à densidade. Se você colocar um objeto em um líquido que é menos denso que o objeto, o objeto flutuará. O formato da canoa, como o formato de um navio de cruzeiro ou mesmo um barco de pesca (em inglês), é propositalmente projetado para fazê-la flutuar.

A maioria das canoas são feitas de madeira, alumínio ou fibra de vidro. Você acreditaria que existem até canoas dobráveis e infláveis? Elas normalmente são feitas de PVC, hypalon e outros materiais sintéticos.

Existem vários tipos de canoas
©iStockphoto.com/Sebastian Santa
Existem vários tipos de canoas
 

Tipicamente, as canoas medem entre 3 e 9 metros de comprimento. As menores canoas costumam ter de 3 a 4,5 metros. Elas são usadas por remadores individuais e crianças. Por outro lado, as canoas maiores costumam ter de 4,8 a 5,5 metros e são usadas como barcos guia e são mais populares tanto para remadores individuais quanto para os remadores em grupo. Na maior parte do tempo, as canoas usadas para recreação podem transportar de uma a quatro pessoas. As maiores canoas são usadas para transporte de cargas e pesca comercial.

De forma geral, uma canoa bem projetada possui um longo casco, o que torna a remagem mais fácil, aumenta a estabilidade e acumula menos água. A parte inferior das extremidades da popa e da proa devem elevar-se ligeiramente a partir da quilha para proporcionar sustentação à canoa. Uma canoa com o fundo ligeiramente curvado tem mais velocidade e é mais fácil de remar, pois sua forma reduz a fricção. Se você está procurando a canoa mais estável, escolha uma com o fundo achatado e largo.

Aqui estão as partes principais que você deve conhecer em uma canoa:

  • amurada: borda superior que se estende ao redor da canoa desde a proa até a popa;
  • boca: ponto de maior largura;
  • proa: parte frontal da canoa;
  • convés: peças de madeira encaixadas entre as amuradas nas extremidades da canoa;
  • bordo livre: parte do casco entre as amuradas e a linha da água
  • casco: corpo da canoa;
  • quilha: faixa exterior no fundo da canoa, que se estende da proa até a popa;
  • espia: corda anexada da proa até a popa;
  • tabuado: seções planas de madeira encaixadas no sentido do comprimento, formando o casco;
  • esqueleto: peças de madeira curvadas que atravessam o tabuado transversalmente;
  • suporte: suportes transversais entre as amuradas que ajudam a canoa a manter a forma.

Para aproveitar a sua canoa ao máximo, escolha uma que seja adequada ao seu nível de habilidade e ao seu objetivo. Se você é um canoísta de primeira viagem, você pode estar interessado em uma canoa de alumínio, já que ela é mais pesada e tem câmaras de flutuação que ajudam a mantê-la flutuando.

A propósito, quanto custa toda essa diversão? Se você vai comprar uma canoa nova, esteja preparado para pagar algo entre 300 e 1.000 dólares. Canoas feitas de alumínio ou liga de alumínio custam entre 300 e 600 dólares, enquanto aquelas feitas de fibra de vidro custam em torno de 500 a 900 dólares. As equivalentes de madeira representam o extremo superior, exigindo de 750 a 1.000 dólares.

Atualize o seu jargão de canoagem

Aft: em direção à popa

À meia-nau: no centro

Costado: movimento em uma direção lateral

Avante: em direção à proa

A sotavento: o lado protegido do vento

Giro: movimento da canoa em que cada extremidade se move em direções opostas

Bombordo: lado esquerdo da canoa

Estibordo: lado direito da canoa

Ritmo: remadores de proa e de popa em uníssono

Solo: um remador no centro da canoa

Popa: parte traseira da canoa

Tandem: dois remadores: um na proa e o outro na popa

Esteira: ação da água como resultado do movimento da canoa

A barlavento: a direção de onde vem o vento

Agora que já temos uma boa noção dos tipos de canoas que existem e como elas são usadas, vamos ver o que mais precisamos: o equipamento.



Comente: