Fundamentos técnicos do Handebol







http://4.bp.blogspot.com/-qw-eoNybY00/TaZMkXyDKaI/AAAAAAAACQE/ffWuLF0Sg0w/s1600/13_mhg_pan_handebol-fem1.jpg

O handebol tem 5 fundamentos: passes, recepções, progressões, arremessos e dribles.

A partir de agora descreveremos cada um destes elementos de uma forma mais detalhada e específica.

Passes

Os passes são fundamentos técnicos que devem ser utilizados sempre em progressão ao gol, cujo trabalho a ser desenvolvido pelo aluno deve obedecer a algumas recomendações básicas por parte do professor. São elas:

• Passar e deslocar-se, sempre procurando os espaços vazios na quadra;

• Sempre que for passar, entrar em contato visual com quem vai receber (observar a linha de passe);

• Sempre é interessante que se realize um trabalho onde exista estimulação da mudança de sentido e do ritmo do passe (quebra de ritmo e velocidade), dificultando assim a ação do adversário;

• Estimular os alunos a observarem o momento do passe (tempo do passe);

Basicamente existem 5 tipos de passes: passe de ombro, passe por trás do quadril, passe por trás da cabeça, passe de pronação e passe pendular. Quando o trabalho for de iniciação e visar o aprendizado deste fundamento, 2 tipos de situações metodológicas podem ser adotadas: o tipo simples, onde o trabalho inicial se realiza com pequenos grupos de 2-3 alunos, com uma bola e sem defensor; e o tipo complexo, onde também se trabalha com grupos de 2-3 alunos, porém com maior número de bolas e defensores em igualdade numérica. O tipo simples deve ser trabalhado primeiro e o seu objetivo é que o aluno aprenda o fundamento sem ter que se preocupar com ações defensivas. Já no tipo complexo o objetivo é que o aluno aplique o fundamento que está sendo aprendido em situações de pressão espaço-temporal (com defensores).

Também é importante dizer que não só o trabalho com passes, mas também com os outros 4 fundamentos, deve ser realizado, sempre que possível integrado a uma introdução de situações táticas que poderão vir a ser utilizados futuramente na prática esportiva do handebol.

Recepções

A recepção é um fundamento técnico cujo principal objetivo é dar ao jogador um inteiro domínio sobre a bola passada a ele. No handebol existem 3 tipos de recepções: recepção alta, recepção média e recepção baixa.

No processo de iniciação esportiva recomenda-se que os 3 tipos de recepções sejam desenvolvidos em conjunto com os passes, sendo que a ênfase inicial do trabalho deve ser no domínio correto sobre a bola de modo que a mesma não saia da posse de sua equipe.

Progressões

A progressão, como o próprio nome indica, é um fundamento técnico cujo principal objetivo é dar ao jogador a condição de progredir em direção a quadra adversária no intuito de conseguir o melhor posicionamento possível dentro das variantes ambientais que o jogo oferece. No handebol existem 3 tipos de progressões: o drible, os 3 passos e os 3 passos + drible + 3passos. Mais adiante descreveremos o drible de uma forma mais específica.

No trabalho para o desenvolvimento dos 3 tipos de progressões o mais importante é conscientizar o jogador de que ele sempre deve estar em um deslocamento progressivo procurando os espaços vazios em quadra, tanto quando estiver com a posse da bola como também quando estiver sem a posse da bola.

Arremessos

O arremesso é um fundamento técnico que possibilita ao jogador fazer ou não o gol na equipe adversária. Basicamente, podemos afirmar que existem 3 tipos de arremessos no handebol. São eles: arremesso básico, arremesso com salto e arremesso com queda.

No trabalho de desenvolvimento do arremesso deve-se explorar uma maior variabilidade possível dos 3 tipos de arremessos, sempre respeitando os princípios da versatilidade e universalidade, sendo também de fundamental importância que se oriente para o aproveitamento ótimo do arremesso tanto em direção quanto em força. Algumas recomendações importantes que devem ser dadas ao jogador são que o arremesso deve preferencialmente ser realizado após uma condução de bola com as duas mãos, somente levando a mesma para a mão que vai arremessar durante a construção do arremesso. Também é interessante que o arremesso seja realizado depois de uma finta, onde o jogador terá maior facilidade em encontrar uma posição favorável dentro das condições que o jogo oferece para a realização do arremesso em direção ao gol adversário.

Dribles

O drible é um fundamento técnico utilizado como recurso que visa primariamente progredir em direção ao gol adversário. No handebol existem 2 tipos de dribles: o drible alto, utilizado para deslocamentos em grande velocidade e fundamental para um bom contra-ataque; o drible baixo, utilizado basicamente para a proteção de bola. Os principais objetivos do drible, além de melhorar a proteção e o deslocamento com a bola, são: fintar a defesa, sair da marcação e conquistar uma posição de arremesso favorável.

No trabalho de desenvolvimento do drible 2 problemas devem ser combinados na hora de elaborar e executar uma atividade: melhorar a técnica do drible ao mesmo tempo que dotar este fundamento de uma função tática dentro do contexto do jogo. É importante também conscientizar o jogador de que o drible somente deve ser utilizado quando realmente for necessário; isto é fato porque o drible no handebol não é a primeira opção de progressão. O uso dos 3 passos se constitui em uma grande vantagem para o jogador e por isso deve ser priorizado, sendo, portanto, a primeira opção.

Os principais erros observados na execução do drible e que devem ser corrigidos são: driblar olhando para a bola, driblar sem progredir, driblar sem uma função tática e driblar sem proteger a bola.

O processo ensino-aprendizagem que tem como objetivos desenvolver o drible, e os 4 fundamentos técnicos descritos anteriormente, deve ser prioritariamente realizado seguindo alguns princípios e recomendações básicas. A seguir, detalharemos mais este assunto.