Destaques: o melhor dos Jogos Paralímpicos de Londres





(Read in English)

1. Alan Fonteles X Oscar Pistorius

A rivalidade entre o brasileiro Alan Fonteles e o sul-africano Oscar Pistorius nas Paralimpíadas de Londres começou na disputa dos 200m T44. Em uma prova surpreendente, Alan ficou com o ouro ao superar o favorito Pistorius, que não perdia nesta modalidade havia nove anos. O sul-africano criticou as próteses do brasileiro e a rivalidade entre os dois foi aumentando. Depois de conquistar o ouro no revezamento 4x100m T42-46, com a África do Sul, Pistorius voltou a sorrir e a briga voltou a ser apenas dentro da pista. Na disputa dos 100m rasos, os dois foram superados pelo britânico Jonnie Peacock e, na última prova em que dividiram a pista de corrida em Londres, nos 400m T44, Oscar Pistorius ficou com o ouro e Alan Fonteles foi apenas o quarto colocado.

2. Daniel Dias

Imbatível. Esta é a palavra que define a participação de Daniel Dias nos Jogos Paralímpicos de Londres. Em seis provas individuais na natação, ele ganhou seis medalhas de ouro. Com as nove medalhas que havia conquistados nos Jogos de Pequim 2008, Daniel Dias se tornou o maior atleta paralímpico brasileiro, com 15 medalhas (dez de ouro, quatro de prata e uma de bronze) – superando as 13 medalhas de Clodoaldo Silva e Ádria Santos.

3. Ellie Simmonds

Carismática, modesta e perseverante, a britânica Ellie Simmonds, de apenas 17 anos, encantou os torcedores nas Paralimpíadas de Londres. Sua presença no Parque Aquático foi sempre acompanhada de muita euforia das arquibancadas e, dentro d'água, ela não decepcionou. Ellie encerrou os Jogos com quatro medalhas: duas de ouro, uma de prata e outra de bronze.

4. Alex Zanardi

Bicampeão da Fórmula Indy e com passagem pela Fórmula 1, o iltaliano Alex Zanardi gravou também, em Londres, seu nome na história dos Jogos Paralímpicos. Competindo com uma Handbike (bicicleta especial em que o impulso é dado com as mãos), ganhou duas medalhas de ouro: na categoria H4 contra o relógio e na classe H4 da prova de estrada.

5. Jacqueline Freney

Há quem a considere a principal personagem das Paralimpíadas de Londres. E tal denominação não deixa de ser bastante plausível, já que ninguém voltará para casa com mais medalhas douradas na bagagem do que ela. Com um aproveitamento incrível de 100% nas provas disputadas na natação, a australiana Jacqueline Freney conquistou oito medalhas de ouro nos Jogos.

6. Esther Vergeer

A holandesa Esther Vergeer conquistou em Londres o título de simples do torneio paralímpico pela quarta vez consecutiva – já havia ganhado o ouro em Pequim 2008, Atenas 2004 e Sydney 2000. Com o triunfo, a atleta chegou a 470 jogos de invencibilidade, que já dura desde 2003.



Comente: