Diferença entre handebol de praia e handebol de quadra




Estou aqui mais uma vez para falar do Handebol de Areia. Na coluna de hoje, vou tentar traçar um paralelo com as diferenças entre o handebol de quadra (indoor) e o de areia (beach).

"Handebol? De Areia? Mas como que quica a bola?" Engraçado como a primeira curiosidade das pessoas é sempre essa, é a pergunta que já perdi as contas de quantas vezes respondi. A verdade é que, apesar de praticamente inviável, o drible (quicar a bola) é permitido no beach handball, assim como no indoor.

Mas o terreno e a (im)possibilidade de driblar são apenas algumas das diferenças entre as duas modalidades. Como entendo que a grande maioria dos leitores do portal esteja familiarizada com as regras do handebol de quadra, vou falar brevemente das diferenças encontradas nas areias.

  • Tamanho da quadra: 27m x 12m, com áreas de 6m em linhas paralelas à linha de fundo.
  • Tiro de árbitro: Na quadra, cada equipe sai com a bola em um tempo. Na areia, a saída é dada com um tiro de árbitro (bola ao alto) no centro da quadra, em ambos os sets.
  • Número de jogadores: 4 jogadores em quadra.
  • Tempo de jogo: São dois sets de 10 minutos, podendo haver um set de desempate, chamado de "Shoot out".
  • Impossibilidade de empate: Se um set termina empatado, é dada uma nova saída de bola e ele é decidido no gol de ouro.
  • Shoot out: Se cada equipe ganha um set, há um set de desempate chamado de "Shoot out" (também conhecido como um contra o goleiro, aqui no Brasil). É uma espécie de tiro de 6m em movimento. O jogador, do seu campo de defesa, passa para o seu goleiro e corre para receber a bola e realizar o lançamento contra o gol adversário. Inicialmente são 5 cobranças para cada equipe. Nele são mantidos os mesmos critérios para gols de 1 ou 2 pontos dos sets normais.
  • Tiro de 6 metros: Na quadra é tiro de 7m, na areia, de 6m.
  • Assimetria ataque x defesa: Se na quadra jogam 6 x 6 na linha, na areia o goleiro sempre vai ao ataque, proporcionando um ataque de 4 jogadores contra 3 defensores.
  • Fair Play: O jogo limpo é um dos fundamentos do handebol de areia. Na quadra o contato físico entre os jogadores é muito forte, na areia ele deve ser evitado ao máximo e as faltas são sempre mais brandas. Qualquer atitude mais grosseira é punida.
  • Exclusão: No lugar dos famosos "2 minutos", há a exclusão. A equipe fica com um jogador a menos até que a posse de bola seja trocada.
  • Gols de dois pontos: Gols de goleiro e gols espetaculares valem dois pontos. Os gols espetaculares são entendidos, por convenção, como o gol de aérea (no qual o jogador deve pegar a bola no ar e lançá-la antes de tocar o solo) e o gol de giro (no qual o jogador deve entrar de frente para o gol, realizar um giro de 360 graus no ar e lançá-la antes de tocar o solo)
  • Substituições em toda extensão da área de jogo: Os jogadores de linha podem ser substituídos por toda área de jogo, o que dá uma dinâmica diferente ao jogo. Cada equipe fica com um lado da quadra para isso.

Além de todas essas diferenças, é necessário entender que o handebol de areia é uma modalidade nova, em fase de desenvolvimento e que a sua filosofia é totalmente diferente do handebol de quadra. A ideia é fazer dele um esporte dinâmico, espetacular e interessante de ser praticado e assistido, juntando às regras o ambiente naturalmente agradável da praia e ao fair play.

Na tentativa facilitar o entendimento e a visualização, criei um quadro comparativo entre as modalidades. Espero que seja útil:





Comente: