Arábia Saudita passa a permitir esportes em escolas femininas




A Arábia Saudita informou que vai permitir que escolas particulares femininas ofereçam a prática de esportes para as suas alunas.

A decisão é histórica em um país que levou mulheres a uma Olimpíada pela primeira vez em Londres, no ano passado --ainda assim, após pressão internacional.

O governo disse, ainda, que vai exigir das estudantes um "código de vestimenta apropriado" e dará preferência a instrutoras mulheres.

Apesar de proibido até então, o país costumava tolerar a educação física nas escolas femininas de elite --todas as instituições de ensino sauditas são segregadas por sexo.

Por isso, analistas argumentam que o único benefício da nova lei é indicar uma possível abertura aos esportes nas escolas públicas.

Mesmo praticando esportes, as mulheres devem observar regras estritas de conduta --por exemplo, não serem vistas por homens enquanto usam calças.

As restrições sofridas pelas mulheres atingem praticamente toda a vida social: elas não podem dirigir e são proibidas de sair do país ou abrir conta bancária sem autorização de um homem. Apenas recentemente elas ganharam a permissão de andar de moto e de bicicleta.

secreto


Comente: