As quatro lutas sensacionais de Chris Weidman




Chris Weidman é um lutador de artes marciais mistas norte-americano, atual Campeão Peso Médio do UFC. Ele é o único lutador a vencer Anderson Silva no UFC e o único lutador a conseguir nocauteá-lo. Mas ele teve quatro lutas importantes, que o transformaram no campeão

A vitória-chave contra Demian Maia

Em Janeiro de 2012, Weidman conseguiu uma vitória-chave em sua carreira. Desconhecido do grande público até então, já colecionava vitórias contra lutadores como Tom Lawlor e Uriah Hall (que viria a se tornar famoso pelos seus nocautes no programa TUF 17). Mas nenhum desses lutadores tinha bagagem o suficiente para alçar Chris a top10 da categoria dos pesos médios do UFC. Chris Weidman foi içado a lutador top da categoria depois de uma vitória contra o brasileiro Demian Maia, no UFC on Fox: Evans vs. Davis. Weidman foi chamado às pressas para substituir Michael Bisping, e mesmo com apenas duas semanas de preparação conseguiu vencer Maia, por decisão unânime. A vitória deu a Weidman o status de estrela ascendente no UFC, e acabou aposentando Demian da categoria dos médios

Melhor atuação da carreira contra Mark Munoz

Ainda em Julho de 2012, Chris Weidman debutaria como principal atração do UFC, contra o Filipino Mark Munoz, apontado como potencial campeão dos pesos médios e favorito nas casas de apostas. No entanto, o favorito Munoz acabou sendo atropelado por Weidman, em uma atuação impecável do americano. Depois de dominar o primeiro round, Weidman acertou uma cotovelada impressionante de contragolpe, que levou o filipino ao chão. O árbitro Josh Rosenthal demorou a encerrar o combate, causando a Munoz abundante sangramento. A cotovelada foi decretada nocaute da noite. Após a vitória, o jovem americano pediu uma chance para disputar o cinturão:

Mais tarde o filipino revelou que depois dessa derrota, acabou entrando em depressão profunda.

Nocaute em Anderson Silva e cinturão

Depois do campeão Anderson Silva recusar e menosprezar o duelo contra Weidman algumas vezes, criticando a falta de experiência do americano14 , o UFC finalmente marcou o duelo para Julho de 2013.

As declarações antes do duelo chamaram mais atenção pelo fato de vários lutadores do UFC apostarem no americano. A declaração mais forte veio do campeão dos meio-médios, Georges St. Pierre. Na ocasião GSP afirmou que "Ele (Weidman) iria finalizar o Anderson Silva, e que a luta não seria muito longa."

As previsões de GSP se mostraram verdadeiras, e Weidman acabou nocauteando o campeão aos 1m18s do segundo round. Weidman venceu o primeiro round, e foi alvo de diversas provocações do campeão. Anderson colocou as mãos na cintura, fingiu rir dos golpes de Weidman, e chegou a beijá-lo no fim do primeiro round. No entanto, Anderson acabou cometendo um erro técnico ao deixar os pés paralelos no chão, e não ter como se esquivar dos golpes de Weidman, o que lhe custou o cinturão. "Eu acho que errei na autoconfiança e no termo técnico também. Eu fiz tudo certo, só não dei um passo atrás. Não tinha mais para onde eu ir, não tinha ângulo. E ele estava de pé, em base, o golpe que desse ia me pegar. Mas erros acontecem, cometi um erro técnico.", analisou Anderson.

Chris Weidman X Anderson Silva II

Apenas uma semana após Anderson Silva perder o cinturão dos médios, o UFC confirmou que a revanche do brasileiro contra o norte-americano Chris Weidman será realizada no UFC 168, dia 28 de dezembro, em Las Vegas.

Anderson Silva perdeu mais uma vez o cinturão fraturando a canela esquerda no joelho do norteamericano.



Comente: