Empresa apresenta tecnologia para auxiliar arbitragem no vôlei





Pela primeira vez, a Penalty vai testar seu próprio sistema eletrônico para auxiliar a arbitragem do vôlei. Patrocinadora da Federação Paulista, a empresa irá exibir o novo aparelho em uma partida entre São Bernardo e Sesi-SP, no próximo dia 28, no ginásio do São Bernardo. O vice-presidente da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), Saul Castro Verdugo, estará presente para acompanhar a estreia.

O sistema foi desenvolvido pelo Grupo Cambuci, que detém a marca Penalty, e se chama Penalty D-Tech. No total, foram investidos US$ 5 milhões para criar a tecnologia.

Segundo a empresa, o sistema criado tem um grande diferencial frente aos atuais mecanismos eletrônicos usados no vôlei: ele identifica imediatamente se a bola entrou em quadra, sem necessidade de uma interrupção para analisar as imagens.

O Penalty D-Tech foi desenvolvido pelo engenheiro Emerson Shiromaru, responsável pela área de inovação do Grupo Cambuci. O profissional já fez uma apresentação ao presidente da FIVB, Ary Graça, na suíça.

Assim como acontece no futebol, o vôlei tem criado uma maior preocupação com tecnologias que auxiliem a arbitragem. Na Europa, por exemplo, a confederação do continente já usa um sistema de imagem, chamado de Hawkeye. A própria CBV já fez testes com tecnologias em jogos da Superliga. 




Comente: