Características de um treino de Futebol








O futebol é o esporte mais praticado no mundo. A preparação física no futebol é primordial, principalmente por ser um esporte de caráter intermitente. Tendo conta a preparação física, o atleta estará habilitado a realizar seu papel em campo da melhor forma possível. 

Sem uma boa preparação física é difícil um atleta ter êxito nas competições e atuar em uma temporada sem lesões. Em grandes clubes, há diversos tipos de treinamento, laboratórios de condicionamento físico com o acompanhamento de diversos profissionais.

Tanto em campo, como em laboratório busca-se a melhor performance do atleta. Ou seja, tudo é feito para que o atleta execute uma tarefa com melhor desempenho e menor desgaste. Para isso, há diversos componentes para uma boa performance desportiva:

  • componente psicológico
  • biossocial
  • componente técnico
  • componente tático
  • componente físico

Todas têm seu grau de importância, mas a preparação física no futebol é fundamental, já que uma partida dura no mínimo noventa minutos e o condicionamento físico é a base para o desempenho das demais componentes. Além disso, ao longo do jogo utiliza-se diversas movimentações de lenta a alta intensidade. Isso requer um preparo físico excelente e bastante complexo já que os jogadores alternam momentos de potência e resistência.

100 atividades para o Futebol Escolar

No Brasil, se disputa em média quatro competições durante o ano sendo a maioria dos jogos 2 vezes na semana. Este calendário exige um bom preparo físico dos jogadores para suportar uma maratona intensa de jogos, jogando em alto nível . Jogar próximo do limite de desempenho pode acarretar em contusões músculo-articulares quando não há uma base consolidada de preparação física.

Vantagens e Benefícios de Uma Boa Preparação Física

– Melhora o sistema cardiorrespiratório;

– Melhora a flexibilidade, a coordenação, a mobilidade articular, o reflexo, a agilidade e a concentração;

– Aumento e manutenção dos níveis de força e resistência muscular;

– Quanto mais preparado fisicamente um atleta, menor é o risco de lesões;

– É base para um pleno desenvolvimento da técnica;

– Uma boa preparação física no futebol faz com que o jogador esteja mais apto a ser competitivo;

– Com uma boa condição física, a recuperação do jogador ocorre de forma mais rápida;

O treino em campo

O mais comum é que o trabalho seja feito com bola. Vale destacar que os exercícios físicos utilizados, mesmo com bola, podem não ser idênticos ao competitivo. No entanto, são utilizados para assegurar a influência seletiva correspondente ao potencial fisiológico e habilidades motoras determinantes na competição. Quanto mais semelhante for os exercícios maior a possibilidade de transferência dos ganhos para os gestos específicos da modalidade.

E como qualquer sessão de treino deve conter fase de aquecimento, principal e volta à calma definidos pelo objetivo.

Algumas regras devem ser observadas para o sucesso da sessão:

  • O aumento do esforço muscular deve se gradual: mais leve para mais intenso;
  • Exercícios que envolvem consideravelmente a musculatura não devem ser precedidos por outros meios da mesma proporção – músculos "cansados" têm mais chances de lesões;
  • O trabalho "orgânico" intenso (intensidade do treino) deverá ser o único objetivo físico da sessão ou após um exercício de baixa intensidade ou média;
  • Os exercícios técnicos – táticos têm que serem feitos antes como primeiros exercícios porque a fadiga pode reduzir a aprendizagem;
  • Meios que tenham gestos explosivos ou rápidos não podem ser precedidos por exercícios com cargas pesadas (por exemplo, de resistência), que "cansa" os grupos musculares envolvidos.

Poderão ser feitos pequenos jogos com grupos reduzidos atacando e defendendo dentro dos conceitos e princípios do jogo.

O treino em campo visa aproximar os exercícios o mais próximo possível da situação de jogo, adaptar o atleta ao terreno (gramado) que acontece os jogos competitivos e bem como agregar a preparação física com a técnica e a tática.

O treino deve ter uma concordância com o treino anterior e preceder o treino seguinte. Não é recomendado que se trabalhe na mesma intensidade e mesmas capacidades físicas em treinos seguidos.




Dicas para Profissionais:
  • Atividades para aplicação imediata em aulas

  • Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Comente: